Artigo RHQI – Você é feliz…no seu trabalho?

Texto de Marcelo Braun – Membro RH Que Inspira

Artigo RHQI – Você é feliz…no seu trabalho?

Há pouco mais de cinco anos participando da construção e coordenação de programas de educação corporativa, para diferentes níveis da organização, e tido a oportunidade de dialogar com vários desses profissionais, a conclusão é de que, como diria extrovertidamente uma amiga: “Trabalhar hoje em dia está dando muito trabalho”. A velocidade com que as coisas acontecem, se transformam e se tornam obsoletas, as novas tecnologias que automatizam processos, a concorrência, as incertezas quanto ao futuro. Tudo isso faz com que os profissionais tenham que estar intimamente conectados com essa realidade e buscando a cada dia aprender, desaprender e reaprender, sem perder a alegria e o brilho no olhar.

Nos encontros presencias de educação, mesmo não sendo o tema central, por vezes discorremos, nos intervalos ou entre um tópico ou outro, sobre dois temas muito comentados nos últimos anos e que tem conexão direta com essa rotina frenética que os profissionais estão vivendo: felicidade no trabalho e autoconhecimento. Nunca o tema felicidade no trabalho foi tão comentado. E sim, é possível trabalhar e ser feliz no mesmo lugar, como diria a palestrante Vânia Ferrari. No passado, felicidade era conseguir um bom salário em uma boa empresa e se esse trabalho fosse legal, show, era quase um bônus. Hoje não é mais assim, se você não é feliz com o que faz, inevitavelmente sua performance e rendimento ficam aquém do que poderia ser e seu trabalho se torna muitas vezes um fardo.

E o autoconhecimento? Ele está diretamente ligado a felicidade não só no trabalho como na vida pessoal. Ter clareza sobre suas fraquezas, fortalezas, com qual lente você enxerga o mundo e as pessoas, quais são seus medos e suas virtudes, são alguns dos pontos que te farão refletir e conhecer a pessoa mais importante e responsável pela sua felicidade, você mesmo! Quantos profissionais você conhece que delegam sua felicidade, sua carreira para a empresa, para os colegas, para a família, para a sociedade? “Seja a mudança que você quer ver no mundo” já dizia Gandhi. Mas ao invés disso muitas pessoas gastam um tempo precioso tentando mudar os outros.

Conhecer a si mesmo te ajudará na vida profissional, entre outras coisas, a refletir e escolher o que você gosta e tem talento para fazer, qual o tipo de empresa, negócio ou função você gostaria de trabalhar, qual o perfil de profissionais você gostaria e precisa ter em seu time. Tudo isso pode tornar o seu dia muito mais leve e agradável, e por que não, divertido. Isso não quer dizer que você fará só o que gosta e que tudo será um mar de rosas, mas se você se identificar com o que faz, conseguir ter claro o propósito do seu trabalho e o impacto dele para a organização, ter uma relação de troca e crescimento com seu time, o trabalho “chato” se transforma em desafio, a derrota se transforma em motivação, a crítica se transforma em oportunidade de melhoria e você passa a ter mais o sentimento de pertencimento e se sentirá mais feliz e realizado.

Ficou interessado e não sabe por onde começar? Trilhar esse caminho sozinho pode ser difícil, mas saiba que existem várias ferramentas e testes como por exemplo: DISC, MBTI, ENEAGRAMA, que aplicados por profissionais como um psicólogo ou coach, por exemplo, podem identificar quais são as suas competências, personalidade e traçar o seu perfil comportamental. Procure a área de pessoas da sua empresa, muitas delas já contam com profissionais e ferramentas que irão te ajudar nessa jornada.

A reflexão é o primeiro passo para a transformação.

Deixe um Comentário