Escolas 2.0: A preparação das novas gerações

Há um pouco mais de 20 anos, começava no Brasil a busca de soluções na educação por uma proposta de implementação de tecnologias nas escolas, com finalidade pedagógica e apoio às disciplinas curriculares. Momento de inovação e transformação digital, primeiros passos para as Escolas 2.0, na primeira década do novo milênio!

Na época, vários modelos foram desenhados de como deveria ser este processo, várias empresas especializadas surgiram no mercado para suprir a demanda, as esferas governamentais criaram programas de informática na educação, congressos e eventos referentes ao tema, tantos livros, artigos, primeiros passos para a Educação a Distância-EAD. Profissionais se dedicaram ao assunto e se especializaram.

Aspectos relevantes foram redefinidos no contexto de aprendizagem suportado pela tecnologia:

  • Novas posturas dos educadores foram exigidas, de centro do conhecimento para mediador.
  • A avaliação da aprendizagem por resultados cedeu o lugar para observações durante o processo de interações dos alunos na construção do conhecimento.
  • A inserção da tecnologia na educação interferiu na nova forma de pensar e agir dos alunos. Aprendizes da Geração Y, os Millennials, nascidos entre 1980 e 2000.
  • Esta geração saiu da escola, fez a escolha profissional e a maioria está no mercado de trabalho.

E aí está o grande desafio! Como as instituições, nos mais diversos setores da economia, estão preparadas para recebê-los? As competências comportamentais que foram incentivadas na vida acadêmica estão sendo aproveitadas? Quais os papeis do colaborador Y e a sua relação com os colaboradores das gerações anteriores, X e Baby Boomers? Qual a referência dos recém-chegados com a liderança? E as expectativas de carreira e seus caminhos na trilha de uma estrutura organizacional?

Coloco essas questões como incentivo à reflexão. Talvez nunca, em nenhum outro momento, as organizações estiveram num momento tão fértil para novos modelos de trabalho, sugiro o não desperdício da oportunidade. Precisamos estar preparados para as novas e inevitáveis transformações.

Sejam bem-vindos, colaborador Y, nós precisamos de vocês!24

Deixe um Comentário