Você sabe o que é necessário para se tornar um líder eficaz?

As pessoas entendem que se tornar líder é um caminho quase obrigatório para quem quer crescer na carreira e alcançar bons salários. Você sabe o que é necessário para se tornar um líder eficaz?

É comum conhecer pessoas que querem se tornar líderes e, até mesmo sonham com o dia em que poderão gerenciar pessoas, seja porque isso demonstra que você cresceu e alcançou os objetivos, ou porque você poderá saber como é ter uma equipe para desenvolver os trabalhos junto com você.

Hoje atendo muitos clientes nos processos de Coaching que querem ser promovidos a cargos de gestão, porém, como muito se fala sobre liderança, mas pouco se fala sobre o que isso significa, normalmente os clientes chegam perdidos sobre qual caminho devem seguir para alcançar este objetivo.

Ser um líder requer o desenvolvimento de diversas competências e, em um cenário instável como vivemos hoje no Brasil, requer ainda mais habilidades para garantir que você consiga chegar nos resultados esperados com as metas e com a gestão de pessoas.

Podemos dizer então que existem competências de gestão e de liderança para realizar um bom trabalho como líder, ou seja, não basta apenas saber como gerenciar uma equipe, é importante equilibrar isto com uma preocupação em entregar resultados positivos. Confira abaixo que competências são mais relevantes para você se tornar um líder eficaz.

 

Gestão de Pessoas

 

Neste pilar, é importante que o gestor entenda a melhor forma de gerenciar a equipe. Aqui vai um alerta: quando nos tornamos líderes de uma equipe, dificilmente agradaremos a todas as pessoas. Como cada pessoa tem um estilo de trabalho, precisamos entender que faz parte da função não ser 100% do tempo o gestor admirado por todos.

Isto não significa que você vai prejudicar alguém da equipe, mas em certos momentos, provavelmente você fará algo contrário a vontade de alguns e eles não ficarão satisfeitos com a sua postura. Isto é normal e faz parte do processo. Quando nos tornamos gestores, é mais difícil nos adaptar a esta realidade, mas a medida que vamos nos desenvolvendo na função, entendemos como fazer alguns movimentos sem gerar um clima desagradável.

Também é importante para o gestor conhecer bem cada pessoa da sua equipe, seu histórico e seus objetivos futuros. Desta forma, você será capaz de montar um bom plano de desenvolvimento para cada um, considerando os seus objetivos. Para conhecer melhor a equipe, existem vários assessments (teste de perfil comportamental) no mercado que apoiam esta análise. Entre eles, temos o DiSC, no qual sou certificada e que avalia se o profissional tem um comportamento mais dominante, influenciador, processual ou analítico.

Alguns pontos de atenção que um líder deve ter:

Integração – o líder precisa saber como integrar sua equipe, tanto entre ela mesmo, quanto com outras equipes. Isto pode ser feito através de reuniões com toda a equipe, solicitação de atividades em equipe ou por meio de pedidos para que a equipe converse com outras áreas. O importante aqui é garantir que a equipe tenha conhecimento suficiente para realizar as atividades de maneira mais autônoma.

Orientação – os líderes mais admirados são os que se preocupam com suas equipes e seu desempenho. Entre as funções que devemos exercer, uma delas é orientar a equipe para onde a área deve seguir para apoiar o alcance dos resultados esperados para o negócio. Independemente se sua área atende ao cliente externo ou é uma área de suporte, ela tem um papel fundamental no alcance das metas e a sua equipe precisa entender como cada um faz parte do todo.

Motivação – também é papel do líder saber como motivar a equipe. Por isso é tão importante conhecer o perfil de cada profissional, assim você saberá como cada um se motiva e qual é o melhor papel para cada um desempenhar.

Feedback – por último, em várias pesquisas realizadas, percebemos que os gestores admirados por suas equipes são os que constantemente dão feedback sobre a performance de cada colaborador. Sem feedback sobre se o trabalho está aderente a expectativa ou se precisa melhorar, como a pessoa saberá o melhor caminho a seguir?

 

Gestão de Resultados

 

De nada adianta ser um excelente gestor de pessoas mas pecar na entrega de resultados. Achar este equilíbrio é que faz com que os gestores mudem de patamar e se tornem realmente diferenciados. Para isso, não basta apenas orientar a equipe sobre o trabalho e estimular que ela conheça mais sobre a empresa, é importante que ele ajude as pessoas com mais clareza sobre como o papel de cada um contribui para o resultado da meta da empresa.

Sendo assim, todas as características de gestão de pessoas precisam estar entrelaçadas com as questões abaixo:

Definição de metas – se a equipe não tiver uma meta clara a ser atendida, como ela vai saber definir uma forma de chegar nela? Por isso, o líder deve deixar claro, em uma reunião individual, o que ele espera em relação a meta de cada um. Tente tornar esta meta o mais tangível possível. Para isso, recomendo a leitura sobre META SMART para saber como desenhar bem uma meta para cada pessoa da sua equipe.

Apoio ao resultado – sua equipe também precisa saber que pode contar com você para conseguir alcançar o resultado, então dedique um tempo na sua agenda para fazer este acompanhamento e esteja disposto a ajudar a ajudar cada uma a desenhar o melhor caminho.

Desenvolvimento – este é um pilar que poderia estar em gestão de pessoas, mas existe um motivo importante para eu ter colocado aqui. Quando pensamos em desenvolver um profissional da nossa equipe, este desenvolvimento precisa estar atrelado a melhora no desempenho e entrega de resultados, então, mesmo sendo uma competência de gestão de pessoas, é necessário entender que o investimento da empresa no desenvolvimento das equipes precisa estar embasado em uma melhoria para os resultados do negócio. Para saber mais sobre como desenhar um bom PDI, leia o meu artigo sobre o assunto AQUI.

 

Liderança a cada momento

 

Este é um tema bem complexo e que podemos escrever muito mais do que já foi dito até agora. Para não estender mais e ficar cansativo, alerto para uma coisa. Cada momento o gestor deverá ajustar o seu jeito de gerenciar uma equipe e conduzir a sua área e estas alterações dependem do momento da empresa, maturidade da equipe, e objetivos da área em cada situação.

Segundo Jon Maner, no seu artigo intitulado “Good bosses switch between two leadership styles”, os líderes precisam adaptar o seu estilo de liderança de acordo com o ambiente de trabalho.

 

No primeiro estilo, o gestor precisa influenciar sua equipe por meio do poder e autoridade. Este é um estilo utilizado quando o líder precisa manter sua equipe alinhada na mesma direção para alcançar um resultado.

Por outro lado, existem os líderes que precisam apoiar a equipe através do prestígio, ou seja, a equipe precisa reconhecer nele uma notoriedade no conhecimento. Este estilo apoia a equipe a se sentir empoderada e, consequentemente, pode apoiar na criação de alternativas mais inovadoras.

A medida que vamos nos desenvolvendo como líder, aprendemos a avaliar e decidir qual é o estilo que a empresa precisa para que a equipe possa entregar um resultado de qualidade e alinhado aos objetivos estratégicos da organização.

 

Deixe um Comentário