Skip to content

Conheça as 5 Principais Ferramentas do Design Thinking

Para que o Design Thinking seja tão poderoso, algumas ferramentas utilizadas são fundamentais. Conheça as 5 principais ferramentas do Design Thinking que são utilizadas e trazem resultados muito interessantes.

Um dado muito interessante é que em processos de inovação tradicionais, o tempo necessário para o desenvolvimento e o investimento realizado inviabilizavam este projeto. Principalmente em pequenas empresas, os custos não conseguiam ser viáveis para o porte da empresa.

Outro ponto é que temos uma tendência natural de achar que já sabemos o que o nosso cliente precisa. Afinal de contas, trabalhamos na empresa, vivemos o produto e serviço no dia a dia, então é claro que sabemos suas necessidades.

Quando utilizamos o processo de Design Thinking para verificar se esta afirmativa é correta, percebemos alguns equívocos. Nem sempre somos capazes de saber a necessidade do cliente, pois estamos olhando com as nossas “lentes” e não com as “lentes” do cliente.

Um ponto importante de ser ressaltado é que o processo de Design Thinking pode ser utilizado para clientes externos e internos. Se você trabalha em Recursos Humanos, TI, Planejamento Estratégico ou Finanças, você possui clientes internos, correto? Então você pode utilizar o Design Thinking para resolver algum desafio entre áreas ou inovar.

 

As ferramentas do Design Thinking

 

Por isso as ferramentas do Design Thinking são fundamentais para que o processo seja tão efetivo e que gere resultados expressivos. O que faz o processo ser poderoso é que para cada etapa do processo, algumas ferramentas fazem total diferença.

Conhecer as ferramentas vai ajudar você a utilizá-las, inclusive, em situações pontuais em que você esteja procurando solucionar um desafio na empresa. Confira abaixo quais são as ferramentas principais do Design Thinking.

 

Entrevista “investigativa”

 

Se o Design Thinking tem entre as suas premissas a preocupação em entender a necessidade do cliente, nada melhor do que conversar com o cliente. Este é o principal desafio da etapa de Imersão.

Diferente de uma entrevista padrão, com uma lista de perguntas que precisam ser respondidas em sequência, aqui usamos a conversa. Como assim conversa? Imagine a seguinte situação: você está no shopping e vê uma pessoa de prancheta na mão se aproximando de você. O que você faz?

É normal que a gente tente fugir das pesquisas assim. Muitas delas querem que você seja mais um indicador e não está interessado em saber se você. No Design Thinking realizamos com o cliente uma conversa muito mais profunda e que tem como objetivo entender a rotina e os impactos da interação com o produto ou serviço avaliado.

Nesta conversa investigativa e informal, você precisa avaliar não apenas as respostas pelas perguntas, mas também as emoções geradas. No Design Thinking utilizamos da empatia para entender os sentimentos por trás das respostas e, assim, percebemos pontos muitas vezes não citados.

 

Mapa da Empatia

 

Também utilizado na Imersão, o Mapa da Empatia nos ajuda a olhar todas as entrevistar sob os alguns pilares. Ao final do uso desta ferramenta, temos a capacidade de olhar todas as entrevistas em uma única folha, o que facilita a análise dos dados.

A recomendação é que sejam usados post-its para as anotações. Assim temos mobilidade para caminhar com as respostas pelos diversos campos do mapa.

 

O que o cliente fala

Ou seja, como ele percebe o desafio que está sendo avaliado (produto, serviço, processo, etc). Nesta etapa anotamos as principais informações trazidas pelos clientes.

 

O que ele vê

No ambiente em que ele interage com o que está sendo avaliado, o que ele vê? Se você leu meu artigo Design Thinking e o Case Check-in de Aeroporto vai lembrar que falamos sobre a fila para realizar o check-in.

Naquela situação, durante a conversa investigativa, vários clientes mencionaram que viam os check-in de outras companhias aérea vazio. Isto gerava um sentimento de arrependimento pela compra da passagem na companhia que estávamos avaliando e precisa ser anotado no Mapa.

 

O que ele escuta

Outra questão que precisamos avaliar nas entrevistas é o que amigos, parentes e pessoas no entorno da pessoa falam sobre o que está sendo investigado. Se você trabalha em uma companhia aérea e os contatos do seu cliente falam mal da sua empresa, seu cliente pode decidir migrar para a concorrência.

O mesmo acontece em diversas outras situações. Imagina se você trabalha em RH e as pessoas falam mal da sua empresa? Isso pode gerar problemas para recrutar bons candidatos e manter os melhores funcionários.

 

O que ele sente

Com base em tudo que foi dito durante a conversa, você é capaz de avaliar as emoções que o seu cliente tem com o seu produto e serviço. E aí, são positivas ou negativas? Como gerar experiências melhores e encantadoras para o cliente?

 

Personas

 

As personas são arquétipos dos nossos perfis de clientes ideais, ou seja, o perfil para quem eu estou fazendo Design Thinking. Diferente de público-alvo, a persona tem idade, nome, uma vida pessoal e profissional, personalidade e desejos.

Assim, conseguimos identificar o que realmente é necessário para este cliente, o que facilita a busca de soluções.

 

Brainstorming

 

Esta é a principal ferramenta para a geração de ideias para resolver o desafio e inovar. A recomendação aqui é seja realizado com equipes multidisciplinares, assim garantimos a diversidade de ideias.

 

Protótipo

 

Como mencionado em todos os meus artigos, o Design Thinking não implementa nenhuma ideia antes de prototipar. Desta forma garantimos uma análise mais concreta da ideia e suas necessidades de melhoria antes da aprovação de orçamento para implementar.

 

Vamos praticar?

 

Tenho certeza que você está com muita vontade de aplicar todos os conhecimento de Design Thinking na prática! Então se você está no Rio, clique no link abaixo e inscreva-se agora mesmo no próximo curso aberto Inove com Design Thinking : https://www.futureminds.com.br/siteantigo/inove-com-design-thinking/

Nos vemos em breve!

 

Deixe um Comentário





Scroll To Top