Aprenda a planejar de forma eficaz suas metas pessoais

Planejar  a vida profissional é o que eu e a grande maioria das pessoas sempre coloca em mente e dedica um tempo para alcançar, como realizar uma pós-graduação, um curso de idiomas e até mesmo desenvolver competências para utilizar o LinkedIn de maneira assertiva.

Esta dedicação do lado profissional pode ser vista quando falamos sobre metas pessoais? No artigo de hoje, aprenda a planejar de forma eficaz suas metas pessoais. Tema importantíssimo para quem busca equilíbrio na vida!

Uma ressalva importante: não estou dizendo que as pessoas não fazem uma lista de metas pessoais, pelo contrário. Todo final de ano é a época em que mais se fala em metas, não é mesmo? Quem aqui já não colocou, pelo menos uma vez na lista, emagrecer, fazer atividade física, participar de um projeto voluntário, entre outros? A questão é que entre escrever e realizar existe uma distância enorme! E lá se vai a lista de metas pessoais se repetindo ano a ano, sem nenhum eficácia.

 

Por que isso acontece?

 

Você já reparou a reação que as pessoas têm quando você fala de uma meta profissional e quando a meta é pessoal? As pessoas tendem a reagir de maneira mais empolgada quando falamos de uma meta profissional. Normalmente ela se torna mais relevante que as demais, ganha uma imponência em relação às metas pessoais.

  • “Minha meta é me matricular e iniciar o pilates em 6 meses” – Hum, legal! Diriam os amigos, muitas vezes até descrentes do seu sucesso
  • “Minha meta é aprender alemão no próximo ano” – Uau!!! Que desafiador e quantas pessoas hoje sabem alemão?

Temos uma tendência a achar mais relevante para a nossa vida metas associadas a questões profissionais e as metas pessoais, se tornam coadjuvantes. Se você pudesse listar quantas metas já traçou na vida e quais você realmente se dedicou a fazer, para onde a balança pesaria mais? Se a resposta foi o profissional, não se preocupe, grande parte das pessoas fazem isso e são apoiadas quase que 100% do tempo a se comportarem assim.

Claro que ter uma carreira de sucesso precisa estar no radar das pessoas, afinal, grande parte do nosso tempo hoje é dedicado ao nosso trabalho, além disso se dedicar a profissão significa promoção, aumento, novos convites, e estes consequentemente nos trazem o benefício da remuneração. Porém, uma vida que não tem equilíbrio tende a ter problemas no futuro com questões que são muito importantes para todos nós, como família, relacionamento e amigo, e definitivamente não é isso que queremos!

 

Equilíbrio de vida

 

Vejo muitas pessoas tentando dissociar vida pessoal e vida profissional, como se fossem duas pessoas habitando o mesmo corpo e que, para cada hora do dia, pudesse ser tirado a capa de um para colocar a capa do outro. Hoje estamos em um mundo extremamente conectado, o que faz com que as pessoas se sintam na obrigação de estarem disponíveis para responder a mensagens de trabalho a qualquer hora do dia.

Isso faz com que, apesar de muitos buscarem o equilíbrio, a pressão por valorizar o lado profissional também pode ser um fator que puxa a balança para o outro lado. No Guia Salarial da Hays, em 2013, após ouvir mais de 7,5 mil candidatos a um posto de trabalho, a pesquisa revelou que apenas um em cada cinco entrevistados valoriza o valor do contracheque, mas a busca por melhores perspectivas de desenvolvimento pessoal e profissional (37,5%) e o equilíbrio entre vida pessoal e o trabalho (13,4%) somam mais da metade das respostas.

Mas então como fazer para garantir que as metas pessoais não vão cair em segundo plano?

 

Planejando de forma eficaz as metas pessoais

 

Como organizar uma agenda na qual suas prioridades e metas pessoais não perderão espaço para a vida profissional? Seguem algumas dicas para apoiar você a alcançar estes objetivos!

  • Defina a meta de forma específica

Quanto mais específica for a meta, mais chances você tem de alcançá-la. Então ao invés de colocar que você quer fazer aula de ioga, por exemplo, escreva onde será esta aula, quando você vai começar e qual será a periodicidade. É muito mais fácil nos comprometermos quando a meta é o mais específica possível.

  • Escreva porquê esta meta é importante para você

Normalmente escrevemos metas, mas nos esquecemos de refletir sobre os motivos que nos levam a querem conquistá-la. É muito relevante entender o que nos levou a ter escolhido aquela meta e quais benefícios teremos com ela. Sugiro que você anote em um local estes motivos e deixe em um local visível, assim, nos dias de desânimo, você poderá reler e lembrar a importância da meta na sua vida!

  • Determine um horário na sua agenda para se dedicar a vida pessoal

Estabeleça compromissos com você mesmo de tempo para se dedicar a coisas pessoais. Sejam eles 10 minutos da parte da manhã, ou 2 horas no final do dia. Determinar o horário no qual você estará dedicado a objetivos pessoais vai ajudar você a organizar a sua agenda. Para isto, clique aqui e leia meu artigo sobre como usar o seu tempo de forma produtiva.

  • Divida a meta em pequenos planos de ação

Existe uma tendência natural do ser humano de pensar na meta de forma ampla e esquecer de planejar as ações que o levarão a meta. Para que você se comprometa com a meta pessoal e consiga conquistar, anote todas as ações que devem ser tomadas para que ela aconteça. No exemplo da aula de ioga, pode ser pesquisar locais e preços, organizar os custos da mensalidade com outras despesas, ver agenda de horários e definir qual o melhor para a sua agenda, entre outros. Pensando desta forma, a cada etapa concluída você estará mais perto de alcançar o que foi planejado na sua vida pessoal.

 

O importante é lembrar que o equilíbrio de vida está diretamente relacionado a nossa forma de viver uma vida feliz e realizada. Quando colocamos na balança a importância dos dois lados da nossa vida, temos a oportunidade de descansar nossas mentes e, consequentemente, sermos mais produtivos, como já mencionei anteriormente neste artigo que você pode ler AQUI.

Deixe um Comentário