Você se sente realizado com a sua vida?

Como está sua vida neste momento? Quando você era mais novo, era aqui que você planejou estar ou o curso mudou? Se mudou, foi uma decisão sua ou foi o acaso que se encarregou? Você se sente realizado com a vida que tem?

Como você chegou até a vida que leva?

Ao longo da minha vida percebi uma característica quase que padrão nas pessoas. Quando adolescentes, se acham muito novos para realizar qualquer planejamento, depois entram na faculdade e acham que não tem maturidade para decidir sobre o que será o resto das suas vidas, depois entram no mercado de trabalho incertos sobre a escolha profissional.

Ao chegarem na fase adulta, se veem reféns do salário, estabilidade no emprego, e deixam que o trabalho seja aquele, mesmo que infeliz, porque é o que garante o sustento da casa. Às vezes planejam começar a academia, dieta, ter mais tempo para a família, amigos, mas acreditam que no momento de crise precisam se dedicar mais para garantir o emprego, e todas as vontades vão se afastando.

 

Nossa trajetória de vida

Tenho certeza que quando éramos pequenos, ninguém sonhou em trabalhar todo dia até tarde, só por dinheiro, se tornar um sedentário convicto, não sair com os amigos, ou ter um casamento que não tem tempo para a convivência em família. Todos nós, quando crianças, sonhávamos grande, mas a vida se encarrega em muitos momentos de nos fazer diminuir as expectativas.

Uma vez ouvi em uma palestra uma colocação muito pertinente: preferem que você pense pequeno porque acreditam que assim o seu nível de frustração por não alcançar será menor. Caramba! Como isso pode servir de consolo para nós? Quer dizer que o ideal é pensar que não atingiremos o que queremos nas nossas vidas, então pensar em conquistas grandiosas é coisa de iludidos? Não!

Eu acredito que todos nós buscamos uma vida equilibrada, que queremos ter tempo para os nossos hobbies, amigos, família, para ler aquele livro super interessante ou fazer aquele curso tão sonhado! Queremos também que as nossas segundas-feiras sejam animadas porque gostamos da profissão que escolhemos e somos felizes nos nossos empregos!

Você pode achar isso tudo muito sonhador, mas você acha que pessoas como Jorge Paulo Lemann, Flávio Augusto, Zica Assis, Luiza Trajano, entre outros, começaram como? Para ter uma vida próspera e conquistar nossos sonhos, todos começaram com uma ideia na cabeça!

 

Para refletir

Agora, reflita: você tem perto de você pessoas que conseguiram a vida que sempre sonharam? Você conhece alguém que gosta do que faz, gosta do emprego e consegue se dedicar a vida pessoal?

Se a resposta for sim, o que elas fizeram e fazem de diferente? Como o modelo que elas adotaram pode servir como base para você?

Quanto mais o seu sonho, mais alto você chegará! Pode até ser que você não o conquiste, mas você chegará muito mais perto do que se pensar pequeno! Não existem frustrações, existem lições aprendidas para os próximos caminhos!

Deixe um Comentário